sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Registros imagéticos diversos

Colheita de milho no sítio do produtor Jordão de Oliveira no bairro dos Campos. Esta colheita  foi feita numa área inscrita no Concurso Municipal "O melhor produtor de milho de Taquarituba" - Safra  1966-1967.

Zico Lar, meeiro do coronel Arantes, vistoriando a lavoura de algodão da Fazenda Medonho, localizada no bairro do Medonho em Taquarituba, SP. A vistoria visava a avaliação do nível de infestação de pragas. Década de 1960.


Agricultores do bairro da Estiva avaliam o ataque da lagarta da maça na cultura do algodão. Década de 1970

Da esquerda para a direita, o sobrinho de Antonio Fedato acompanha um colaborador plantando feijão do Experimento Regional de Cultivares do Feijoeiro CATI(Chefia Avaré) Casa de Agricultura de Taquarituba,S.P, em setembro de 1966. 

Este foi o primeiro experimento da cultura de feijoeiro que integrou a Pesquisa  e a Extensão rural. Isto foi possível devido ao empenho dos engenheiros agrônomos Antonio Sidney Pompeu e Eduardo Bulisani para desenvolver a pesquisa na Fazenda Margarida Maria de Antonio Fedatto e Valentim Luis Righetto. Assessorei e participei como engenheiro agrônomo da Casa da Agricultura de Taquarituba. Na época era chefe da  Extensão Rural da Casa de Agricultura e Avaré o engenheiro agrônomo Bastilio Ovidio B. Tardivo. Leia mais em: http://fiosdamemoria.blogspot.com.br/2012/10/experimentos-regionais-de-feijoeiro-o.html


Ciro Albuquerque entrega o prêmio a Jordão de Oliveira, o campeão do concurso "O melhor produtor de Milho de Taquarituba!"

Ciro Albuquerque, engenheiro agrônomo que era presidente da Assembléia Legislativa de São Paulo, em 15 de agosto de 1967 entregou como prêmio a "Espiga de Ouro" ao vencedor do concurso "O melhor produtor de milho de Taquarituba".

No segundo plano, está Henrique Latanzio e ao seu lado o produtor agrícola Toshime Aoki, da Barra Grande. À direita, o pequeno produtor José Fernandes de Souza e em segundo plano o filho do Henrique Latanzio. 
O vencedor do Concurso - Jordão de Oliveira - era do bairro dos Campos de Taquarituba e foi por três vezes campeão. Uma vez foi recordista estadual com a marca de 10.053,60 kg por hectare(1967/68) e ficou com a taça a Espiga de Ouro, além da Deusa Ceres doada pelo Bradesco s.a. aos campeões de produtividade de Milho.










Nenhum comentário:

Postar um comentário