sábado, 22 de outubro de 2011

Dr. José Luiz Motta de Almeida

Luis Gonzaga Gomes encontrou recentemente com José Luiz Motta de Almeida, médico cirurgião do Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo.
Lembrou-me que João Luis é filho de uma das famílias fundadoras de Taquarituba e desenvolve um trabalho de muito valor que é a prática da cirurgia vascular.

Manoel Alher, um espanhol empreendedor

Manoel Alher Filho, imigrante espanhol, trabalhou com sua família na Fazenda Santo Antonio pertencente à Virgilio Vecchi localizada em Piraju, SP. Vecchi casou-se com uma fazendeira desta cidade e trouxe para cultivar café em sua fazenda cento e vinte famílias espanholas entre 1900 e 1920.

Entre eles veio Manoel Alher que depois migrou com seus quatro filhos para Taquarituba. Em Taquarituba fundou um dos primeiros hotéis-pensões na Praça São Roque.

A fazenda após a guerra foi desapropriada pelo governo federal e cedida ao estado tornando-se a Fazenda de Milho Hibrido “Ataliba Leonel”http://www.manduri.sp.gov.br/FazEstado/Historia.htm, do Departamento de Sementes e Mudas da Secretaria da Agricultura, que produz e fornece várias sementes básicas aos Postos de Sementes para boa parte do Estado de São Paulo. Para entender o crescimento da família Alher temos que mencionar a história da fazenda Ataliba Leonel que se tornou a fazenda de produção de sementes básicas, principalmente de milho, da Secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo.

Os imigrantes eram alfabetizados por um professor imigrante, em espanhol e português contratado pela Fazenda. A Fazenda foi comprada por Ataliba Leonel, que durante a II guerra, foi exilado por Getúlio Vargas e morreu na Espanha.

Cidadão honorário - Luis Ferreira Neto


Luis Ferreira Neto recebeu o título de cidadão honorário no Centro Recreativo de Taquarituba em 25 de novembro de 1995.

Cidadãos honorários taquaritubenses


João Luizon, cidadão homenageado com o título de Cidadão honorário Taquaritubense, foi expedicionário da Força Expedicionária Brasileira (FEB) na 2ª. Guerra Mundial na Itália em 1944-45. Além disso, foi tesoureiro da Cooperativa de Consumo de Taquarituba no final dos anos setenta. Foi comerciante e depois funcionário da Escola Estadual P.G. José Penna.

Na mesma data fui agraciado pela Câmara Municipal de Taquarituba com o título de cidadão honorário taquaritubense pelo Decreto Legislativo no.2/95, de 28/08/1995 de autoria do vereador Carlos Cecílio de Camargo.

O evento ocorreu, em 1995, no Centro Recreativo Taquaritubense com o comparecimento de todas as autoridades do município.

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Livraria do Ditinho de Campos


Benedito Vaz de Campos, conhecido como Ditinho da livraria, era proprietário da Livraria São Benedito. Estava localizada na rua Floriano Peixoto, próxima à Cadeia e á Escola Julieta Trindade Evangelista. Forneceu por mais de 30 anos material escolar para várias gerações de estudantes, inclusive para prefeitos e vice (Joel Gomes, Lourenço Custódio,etc);  vereadores (todos);  assessor parlamentar (Toninho Padre); engenheiro agronômos (Audo, Zaga, Antonio Gomes, etc); médicos ( José L.de Almeida, André Gomes, etc).
Vendia material escolar á prazo e á vista atendendo a demanda de várias gerações de estudantes da cidade. única livraria da cidade por muito tempo, da década de 1950 a 1970.   
É importante ressaltar que ele foi um dos fundadores do Asilo São Vicente de Paula sendo a Conferência Vicentina um marco para a criação deste asilo. 

Introdução do bicho da seda na região de Taquarituba


Durante a crise de produção de feijoeiro, na década de oitenta a Casa da Agricultura de Taquarituba, SP, estimulou e introduziu a produção de bicho da seda no município e região  através de palestras, excursões à Estação Experimental de Gália, do Instituto de Zootecnia do estado de São Paulo em conjunto com firma particular,  com a adesão de 28 produtores.  Na ocasião foi  criada pelos agricultores a estrutura de produção: plantio de amoras (vinda de Gália e arredores), construção de barracões, chocadeiras, etc. com apoio financeiro das agências do Banco do Brasil s.a. de Taquarituba e Avaré.
Essas atividades motivaram agricultores dos municípios vizinhos - Taguaí, Fartura, Itaí, Coronel Macedo, Itaporanga - a produzir o bicho da seda ficando Taquarituba como centro de arrecadação e remessa para a matriz da Fiação de seda BRATAC S.A.  (http://www.bratac.com.br/ ). 
Pode-se dizer que foi criada com esta atividade uma nova oportunidade de geração de renda para pequenos agricultores da região durante a década de 1980.