quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Corrida de cavalos: esporte preferido dos taquaritubenses

O esporte preferido em Taquarituba nos primeiros anos do século XX era a corrida de cavalos em raia de terra, que tinha 250 metros de extensão. Toda semana havia corrida dos mais velozes do município e da região na Fazenda Valério.

O clube hípico Eugênio Gabriel tem sua sede  na rodovia SP-247 - Eduardo Saigh a oito quilômetros de Taquarituba, em direção de Itaí. Começou a funcionar em 1976. Tem uma área própria doada pelo proprietário e depois presidente honorário, capitão Eugênio Gabriel, e oficializado pelo advgado Erdos da Veiga. Seus sócios construíram uma raia de corrida, e ao lado uma sede com sala de apostas, bar, e salão.

Em 1979, o Ministro do Comércio e Industria, Pratini de Moraes desceu no Aeroporto Municipal Cap. Eugenio Gabriel e para assistir aos páreos de seus cavalos que participavam das corridas das realizadas no Jockey Clube Capitão Eugênio Gabriel. Durante vários anos, na década de 1980, a raia funcionou com bom movimento de corridas de cavalo e apostas.

Em 2005 teve pouca ou nenhuma atividade de corrida de cavalo, funcionando um bar no local.

ALGUNS DOS FATOS MEMORÁVEIS - TAQUARITUBA do seculo XIX até a década de 1980

13/08/1886-Missa de fundação na margem esquerda do Ribeirão do Lageado na Fazenda São Roque de propriedade de Francisco Ferreira Loureiro.
16/8/1889-Criação do Distrito Policial de Taquary no povoado Formiguinhas do Taquary.
10/10/1889-Criação do Distrito de Paz de São Roque do Taquary  pela Lei Estadual no. 461 .
1893- Criação da Agência Postal de Taquary e nomeação da agente Otilia da Silva Rodrigues,.
1893-Inauguração da primeira Escola de Taquary, cujo primeiro mestre escola foi Joaquim Rodrigues chamado de ”O mestre”.

1905-O povoado de é criado oficialmente pela Lei Estadual no. 975 como Taquary.
1906-Pela Lei Estadual no.1038, o povoado Taquary torna-se Vila de Taquary pertencente ao município de Itaporanga, segundo município mais velho do Estado de São Paulo.

14/12/1925-É criado o município de Taquary e a vila é elevada à categoria de cidade.
13/3/1926´-É instalado o município de Taquary pelo juiz de Direito de Capivari.
1926-È nomeado pela Câmara Municipal de Taquary o primeiro Prefeito Municipal o farmacêutico José Penna.

1930-È eleito o primeiro prefeito de Taquary: José Ferraz de Oliveira e Silva.

30/11/1944- Pelo Decreto Estadual 13.344, de 30 de Novembro de 1944, o município passa a chamar-se Taquarituba.
1945-Criação da Paróquia de São Roque no município pelo bispo Dom José Aguirre.
13/08/1945- Inaugurada a Paróquia de São Roque por dom José Carlos de Aguirre.

15/8/1950-É inaugurada a iluminação pública da cidade pela Companhia de Força e Luz S.Cruz ltda.
15/8/1950-Instalada a Casa da Lavoura de Taquarituba da Secretaria da Agricultura, na Praça São Roque, esquina com a Rua Campos Salles.
1950-Instalação da Coletoria Estadual com a Caixa Econômica Estadual anexa a ela.
1950-Instalação da Coletoria Federal, na Rua Ataliba Leonel, 837.
1951-Instalado o primeiro Banco particular na cidade: Banco Cruzeiro do Sul.
1952-Desapropriação da área de pastagem vizinha da cidade, existente para expansão da área Urbana, com doação aos interessados em construir, num prazo determinado.
1957-Criação e Aula inaugural do primeiro Ginásio Estadual “José´Penna”.

1962-Criação do Serviço Municipal de Águas e Esgotos da cidade.
1963-Inauguração do prédio novo da Casa da Agricultura, na Av. 9 de Julho 226, “Plano de Ação” do Governo Carvalho Pinto, com depósito e garagem.

1972 - Inauguração da Agência do Banco do Estado de São Paulo S.A. na Praça São Roque.
1978-Inauguração do posto de serviços do Banco do Brasil s.a. ligado à Avaré
1982- Inauguração da sede própria da Agência do Banco do Brasil s.a, no.2.712x, na Rua Ataliba Leonel 856.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Levantamento das propriedades rurais do município década 1960-1970

Os dados abaixo foram coletados do Cadastro da Prefeitura Municipal em 1964. Ele foi efetuado pelo contador da prefeitura municipal Cícero de Oliveira Guzzi. O objetivo era montar um banco de dados da agricultura do município para a cobrança de impostos, pois naquele tempo (até 1964) o recolhimento era municipal.
A seguir os dados referentes às propriedades rurais do município no ano de 1964:

15 propriedades de 0,1 a 30 há. com área total de 185,0 há.

18 propriedades de 30,01 a 100 há. com área total de 1.121,0 há.

15 propriedades de 100,01 a 500 há. com área total de 3.441,0 há.

09 propriedades mais de 500,01 há. com área total de 8.000,0 há.

No cadastro realizado pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) de 26 de outubro de 1964 havia um total de 613 propriedades no município de Taquarituba. Já em 20 de dezembro de 1967 o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) apresentava 831 propriedades cadastradas.

Em 1970 o Levantamento do Serviço de Erradicação do Cancro Cítrico cadastrou 1.256 propriedades, entre as quais havia lotes na zona urbana que tinham 2.982 plantas cítricas, e 843 propriedades na zona rural com 32.935 plantas cítricas, com total geral no município de 35.917 plantas cítricas.
Segundo cadastro do Incra  de 1979 o município contava com 948 propriedades com 45.175 hectares indicando que o número e as áreas das propriedades estavam superestimados pelos proprietários, porque a aréa do município é menor que o total da área das propriedades cadastradas.

Tiro de guerra - TG 54

Foi criado na administração do prefeito José Rodrigues de Almeida em 1940. Foi comandado pelo 3o Sargento Abílio Rodrigues Santana e teve em seu primeiro ano 20 "atiradores". O sargento Abílio instruía os atiradores do tiro de guerra em Taquarituba e Itapeva. O Tiro de Guerra foi fechado nos anos cinqüenta e nunca mais reativado.

Departamento Trânsito

O Departamento de Trânsito funcionava anexo ao prédio da Delegacia de Polícia. Em dezembro de 1990 foi instalado na Rua Floriano Peixoto 931(831)  como 626.ª Circunscrição de Trânsito de Taquarituba.

A 159ª. Junta do Serviço Militar

Quando foi criada, esta repartição pública do serviço militar funcionava no prédio anexo á Prefeitura Municipal de Taquarituba. Posteriormente, passou a funcionar nos fundos do prédio da Rua Campos Salles 475, junto com o escritório municipal do INCRA.
No ano de 2004, passou a funcionar em prédio próprio, localizado no bairro Novo Centro, com o serviço de triagem no mesmo local. 

Coletorias federal e estadual

Coletoria Federal

Funcionava na Rua Ataliba Leonel, 835 (prédio do Luiz Forti) desde 30 de Maio de 1958. Foi inaugurada oficialmente em 15 agosto de 1958 pelo esforço do funcionário Jaci Perrone. Ele aceitou ficar na agência quanto esta não tinha condições mínimas de funcionamento.  Depois a agência foi transferida para outro prédio na mesma rua no no.521. Ele foi diretor por nove anos até 1967, mudando então para Piraju, seguindo as novas diretrizes da Fazenda Federal que determinou o fechamento das agências das cidades pequenas e centralizou o atendimento nas cidades médias e grandes.


Coletoria Estadual

Até os anos cinqüenta a Coletoria Estadual funcionava na Rua Ataliba Leonel, 843, junto com a Caixa Econômica Estadual e seu coletor era Urbano Rodrigues. Depois tomou posse Jurandir Siciliano, que ficou até o final dos anos sessenta, depois assumiu Joaquim Custódio Marques.
Nos anos setenta passou a funcionar na Rua Floriano Peixoto, 353, e fechou no final dos anos oitenta com a informatização e modernização do Estado.

Clima do município de Taquarituba

O clima do município é “Cfa”, isto é, subtropical com inverno úmido, segundo o meteorologista “Köeppen”. Este tipo de clima tem como características temperatura média de 21º C, sendo a temperatura média do mês mais frio menor que 4ºC. e do mês mais quente maior que 18ºC, com precipitação média anual de chuvas de 1.200 milímetros anuais, e as chuvas do mês mais seco maior que 30 mm e menor que 60 mm.
As medições de alguns dos meteoros do tempo nos medidores do município a partir de 1950, indicam precipitações pluviométricas que totalizaram uma média de 1.350 mm anuais em cinqüenta e cinco anos e a temperatura média maior que 21º.C, ou seja, 23,2ºC,(medição de 15 anos), a precipitação do mês mais seco entre 30 e 60 mm. de chuvas, dentro dos parâmetros da classificação de Köeppen, como Cfa; ou seja, clima “sub-tropical” com inverno úmido.
As precipitações passaram da média de 1200 mm para 1350 mm e na temperatura média que aumentou em 2,3ºC (23,2ºC.)devido, provavelmente, a outros fatores globais,e talvez pela anotações locais mais precisas, que as regionais.
Para a coleta de dados do município, esteve lotado (sediado em Avaré) e trabalhando de 1964 até 1972, o funcionário do IBGE; Mário Augusto. A partir de 1973 as anotações por ele coletados dos dados do município, foram feitas a partir de sua sede em Avaré.
A Represa Jurumirim construída pela Uselpa (Usina Hidrelétrica do Paranapanema),atualmente privatizada e que foi da Cesp (Companhia Energética de São Paulo), localiza-se entre Piraju e Cerqueira César, ao norte de Taquarituba e sua construção inundou parte dos municípios vizinhos a usina, inclusive uma área ao norte do município de Taquarituba.

Na ocasião da construção da usina, alguns técnicos e a população falavam que haveria uma alteração do clima (micro) do município em decorrência do alagamento da bacia de acumulação de água da represa, mas essa crença não se confirmou, pois a alteração climática foi muito pequena como se observou em medições regionais.