domingo, 18 de outubro de 2009

A terceira revendedora de adubos de Taquarituba: Copap - Companhia Paulista de adubos

No início dos anos setenta um lavrador veio de Artur Nogueira e comprou um sítio no bairro dos Campos, vendeu no ano seguinte e comprou outro de 36 hectares no bairro dos Alves-Queimadão, era o patrono dos Giraldin. Tinha quatro filhos.
O filho Nelson Giraldin tinha gosto por negócios e começou aos quinze anos a revender adubos de uma firma de Limeira. Como não tinha capital, começou a vender com uma bicicleta, indo inicialmente procurar informações na Casa da Lavoura de Taquarituba. Inteirou-se da técnica de adubação e como técnico de vendas passou a coletar e remeter amostras de terra para o Instituto Agronômico de Campinas através da Casa da Lavoura e vender conforme as recomendações. Como começava a cultura do algodão no município, as vendas técnicas foram importantes para aumentar sua freguesia. Com o aumento de vendas alugou um ponto na Rua Floriano Peixoto, esquina com a Rua 1º. de dezembro, onde colocou um atendente, enquanto vendia nos sítios e fazendas com sua bicicleta. Depois de um tempo comprou um carro e passou a atender as vendas e além dos adubos Drago (pequena firma misturadora de adubos) e de produtos de outras firmas. Vendia também o herbicida de algodão “treflan” para a Elanco, uma técnica nova na ocasião, difundida por mim nas reuniões de lavradores e que eram proferidas pelos engenheiros agrônomos Duval da Silva Santos e Sebastião Godoy Passos, da Cati-Cetate, de Campinas, na sede e nos bairros: Queimadão, Campos e Palmeiras, Aleixo, Baianos. Nelson Giraldin, ajudava a convidar e estimulava os lavradores nessas reuniões-palestras e demonstrações de resultados.
Já no início da década de setenta, fazia churrascos para atrair agricultores para as reuniões e palestras de promoção dos produtos que revendia.
Nesta mesma época também participou das primeiras campanhas de calagem de São Paulo, trazendo calcário de Limeira-Piracicaba, vendas sempre baseadas nas análises da Drago ou do Instituto Agronômico de Campinas.
Com o aumento de vendas pelo aumento de áreas de algodão e conseqüente demanda de defensivos além do Treflan passou a vender os produtos da Shell, Ciba-Geigy, Sandoz pela demanda de monocrotofos (azodrin e Nuvacron) e clorofenamidina ( Galecron e Fundex).
Copap, firma fundada por Nelson Giraldin, um comerciante nato, teve quatro filiais: uma em Coronel Macedo, uma em Itaberá, uma em Carlopolis (Pr.) e uma em Itararé. Vendia produtos agropecuários com agentes em toda a região inclusive em Avaré. Após o fechamento de sua empresa tornou-se vendedor de produtos agropecuários na região para a Cíba-Geigy (depois Aventis) e por suas vendas ganhou como prêmio uma viagem para a Suíça, para conhecer e visitar a sede da empresa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário