segunda-feira, 9 de março de 2009

Hospital da Santa Casa de Misericórdia

Em 19 de Janeiro de 1954 para criar o hospital foi constituída uma entidade com dez associados: José Rodrigues (Juquinha), José Leme, Adelino Gomes (Bebé), Altino Gomes, Antônio Pereira, João Gomes Neto, José Penna, Antônio Rolim dos Santos, José Pereira e Jácomo Simão.
Jácomo Simão, sóciofundador da Irmandade da Santa Casa, doou o terreno para iniciar a campanha da construção do Hospital (na Rua Floriano Peixoto) conforme Ata da fundação do Livro de atas da Santa Casa.
O primeiro provedor da Santa Casa foi José Penna, que também foi prefeito. Participou ativamente das campanhas José Picasso Chamorro, naquela época vereador, incentivando a Prefeitura Municipal a participar da Campanha.
O hospital começou a ser construído em 19 de janeiro de 1954, já com a Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Taquarituba constituída oficialmente. Após muitas campanhas angariando fundos, doados pelo povo, doação de madeiramento e telhas pelos fazendeiros na região e piracicabanos de nascimento Renato Angeli, Natálio Angeli, e pela família de taquaritubenses Gomes nos anos 70, com verbas do Estado e do município e do Lions Clube de Taquarituba.
A Santa Casa foi inaugurada em 1974, quando era mordomo Jorge Camargo. Ela foi inaugurada em 27 de Janeiro, tomando posse nessa ocasião o 2º. mordomo o comerciante Dácio Vaz Gabriel.
Foi também provedor do hospital, na década de 1970, Jorge Camargo e médico clínico dr. Cecílio Jorge Neto. Depois foi provedor Dácio Vaz Gabriel e mordomo João Luizon. Em seguida foi provedor Josué Penna Sobrinho(Juca Pena).
Uma das doações importantes recebidas no início de funcionamento da entidade foi uma mesa de operações, doada pelo taquaritubense Eurides Gomes, proprietário do Café Campino, no final dos anos setenta.
Em 1978 o provedor Jorge Camargo foi à Curitiba e trouxe para o município os médicos Dr Marcelo Roger Paiva- Clínico Geral e Obstetra, Dr Gabriel Cherubini- Clínico Geral e Obstetra e Dr Marcos Vinícius Valadão - pediatra.


Em 5 de setembro de 1984  foi construído e inaugurado o Ambulatório anexo à Santa Casa.

O Rotari Clube de Taquarituba, em conjunto com o Programa Internacional da entidade, doou em 2004 um centro cirúrgico completo à entidade.

Os diretores do Hospital a partir de 1991, de acordo com os dados disponíveis, na secretaria foram:
- de 15/2/91 a 15/2/95, o provedor foi Arnon F. Mello e tesoureiro Pedro de Almeida, mordomo Manoel Agostinho de Campos;
_ de 15/2/95 a 15/2/99, provedor Arnon Firmo de Melo, mordomo Antônio Rolim dos Santos;
_ de 14/2/99 a 15/2/2003 provedor Arnon F. de Melo, tesoureiro Darcy Gomes, mordomo A. Rolim dos Santos,
_ em 20 de Novembro de 2000, Itavico Dognani foi nomeado interventor pelo Miderson Z. Milleo, e em 27 de novembro a diretoria demitiu-se dos cargos.

No dia 6 de Dezembro de 2000 foi alterado o estatuto e no mesmo dia houve eleições para formação de uma nova diretoria, sendo eleito Antônio Batista Tenca como novo presidente no lugar de provedor e como tesoureiro Luciano de Andrade Zanforlin.
No dia 03 de dezembro de 2002, foi eleita nova diretoria com vigência até 4 de Dezembro de 2004: presidente Mario Antunes e secretário Joel Aparecido Pereira Sales.
As duas últimas diretorias implantaram o pagamento de boletos pelos sócios. Conseguiram então pagar as pendências trabalhistas, quitar o INSS atrasado dos funcionários, reformar o centro cirúrgico e a central de oxigênio. Em 2005 informatizaram o escritório de atendimento do Hospital, além de legalizar a entidade.
A diretoria da Santa Casa eleita em 2005/6 é constituída pelo: presidente Mário Antunes da Silva; vice, Olavo Eduardo Gomes; 1o. secretário Eduardo Batista Veiga Jr.; 2ª secretária Elizete Gastardelli; 1o.tesoureiro Eliézer Dias Vaz; e 2o.secretário Jorge Gobbo.
A Santa Casa recebe contribuições de 120 sócios, dos 340 cadastrados, em 2005 além de verbas eventuais dos deputados Milton Monti, Orlando Fantazini,e José Aritodemo Pinoti para custeio do Hospital.
O Hospital “Santa Casa de Taquarituba” tinha 51 funcionários sendo três administrativos em 2005, e atendeu em média 2000 pacientes no Pronto Socorro, 170 internamentos no ano, e fez em média 30 partos por mês.
Em 2005 a Cia. Luz e Força Santa Cruz, através de seu gerente doou e instalou aquecedores solares, com 16 pontos de água quente, com uma economia de 50 a 60% da conta de luz e 10 a 15% na conta de gás, tornando a administração mais segura e econômica.
Foram diretores clínicos do hospital Wilson G. Martins, Hiromi Fuzino, depois Arnon Firmo de Mello e Miderson Z.Milleo, conforme a descrição histórica da instituição.

* Agradeço à Maria A. e Cleosmarí de Fáveri  pelos comentários que me possibilitaram corrigir dados incorretos.





3 comentários:

  1. "Em 5 de setembro de 1974, foi construído e inaugurado o Ambulatório anexo à Santa Casa durante o governo Mário Covas e do diretor clínico Miderson Z. Milleo..." O dr. Miderson Milléo só veio para Taquarituba em 1984. E construção da ala do ambulatorio foi construida depois.
    Parabéns pela matéria.
    abraços

    ResponderExcluir
  2. Por favor queira corrigir...Os médicos trazidos de Curitiba, no ano de 1978, se chamam Dr Marcelo Roger Paiva- Clínico Geral e Obstetra, Dr Gabriel Cherubini- Clínico Geral e Obstetra e Dr Marcos Vinícius Valadão - pediatra.
    Merecem esta homenagem, pois representaram muito para a sociedade Taquaritubense.
    Parabéns pelo Blog.

    Grata
    Cleosmarí de Fáveri

    ResponderExcluir
  3. informamos que a data correta da vinda do DR Miderson Z Milleo para Taquarituba foi dezembro de 1983

    grata Mari Zanello Milleo

    ResponderExcluir