quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Anotações sobre as escolas rurais em Taquarituba


As três escolas tipicamente rurais do município foram criadas na gestão do presidente Getúlio Vargas (PTB) em 1943. Elas foram construídas em alvenaria nos bairros dos Nunes, Serrinha e do bairro Neves. No bairro dos Nunes a primeira professora foi Almerinda Ferraz Silva e foi também professor Hélcias José Nogueira; o diretor era o prof. João Campolino dos Santos.Funcionou como escola isolada até 2005.
A escola do bairro Serrinha, situada na fazenda e bairro Serrinha de Sebastião Righeto, e a escola do bairro Neves na Fazenda dos Neves(antes pertencente a família Neves que lhe deu o nome),depois pertencente a Anízio Gobbo, e que foram desativadas na década de noventa, por falta de alunos(êxodo rural).
Entre 1965 e 1970, existiam no município, vinte e três escolas rurais isoladas sendo que elas eram construídas de madeira, e cobertas de telha, devido a abundância de madeira e facilidade e rapidez de suas construções, tendo todas elas poços d’ água, privadas ou fossas negras anexas para demonstração sanitária.
Na década de noventa foram construídas e reformadas as escolas dos bairros Aleixo(com cursos até a 8ª.serie), Pico, Barreiro, Baianos, e desativada a do bairros dos Neves e do Matão, por falta de alunos sendo os poucos alunos restantes levados às escolas isoladas ou da cidade em peruas.
Nas Campanhas de Alfabetização, inclusive Mobral, (1967,1970,1975) as professoras do município participaram e conseguiram baixar os índices de analfabetismo de 38% em 1950 para 12,10% em 2000, e segundo o Perfil dos municípios do Seade em 10,51%, que é o dobro do Estado em 2005 que foi de 5,5%. A partir da década de setenta diversas campanhas de alfabetização foram realizadas no município (e no Brasil) resultando na melhora dos índices de alfabetização da população, embora não tenha chegado a um nível ideal. Há necessidade de levantamento mais preciso desses índices para se comprovar essa afirmação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário