quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Lions Clube de Taquarituba

Em 1964, a diretoria do Lions Clube de Avaré contatou algumas lideranças sociais de Taquarituba visando a fundação de um Lions nesta cidade. Na ocasião visitou Nelson Pavan, Josué e Roque Penna e outros e se reuniu com esses futuros sócios do  Lions Clube de Taquarituba. O clube começou suas atividades em 14 de dezembro de 1965, fazendo parte do Distrito L12-II, na divisão administrativa do Lions Clube Internacional, e recebendo a Carta Constitutiva em 25 de Junho de 1966. Pertencia ao Distrito de Botucatu.
Foi realizado um jantar festivo no Centro Recreativo Taquaritubense quando foram entregues o sino e a bandeira, símbolos da presidência do Lions Clube, para Nelson Pavan, na ocasião nomeado como presidente. Além disso, foi dado posse á primeira diretoria. Compareceram os sócios do Lions Clube de Avaré, Botucatu e de Piraju.

Foram sócios fundadores os Leões: Nelson Pavan, (fazendeiro), Antônio B. Tenca(contador), Antônio Fedato, José Pereira, Joaquim Rodrigues de Oliveira, Osvaldo Castelucci, Antonio Pereira, José de O.“Zézinho” Sobrinho (da S.Terezinha), Josué Penna Sobrinho, Roque Berzelay Penna ("Pio Penna"), Zanone de Oliveira, padre Aristides M. de Moraes, Osvaldo Silva, cirurgião dentista Valter Silva e Adão Ormi Gomes, David Antunes, Jacy Perrone da Silva, Joaquim de Almeida, Milton Reinedt, Luis Ferreira Neto, prefeito Ribas Ferreira de Oliveira, Valdomiro Rodrigues, Valter Freitas, Alpheu L. Rodrigues, Eurides Gomes, Joel Gomes, Lourenço Custódio, Antonio Rolim dos Santos,Cícero de Oliveira Guzzi, Venâncio A. Mendes, Corali Calabrês, Benedito Vaz de Campos, Acyr de Almeida Lima e bel. José Benedito Rodrigues. Vários sócios deixaram o clube após alguns anos e foram admitidos outros.


Nos três anos seguintes, entraram os sócios Osvaldo Pinheiro Góes, Valdiores Jose´ Zafalon, Aguto Nissida, engo.agro. Hideyo Aoki e Jose Norival Augusti, Antônio de Oliveira, João Ferrari, Corali Calabrês, prof. Rubens Bueno, Erdos da Veiga, Constant Pavan Jr., dr.José Francisco Gomes.
Em 1969 a diretoria tomou posse em 12 de Junho no ano, sendo o presidente eleito José Norival Augusti; vice-presidente, Eurides Gomes; tesoureiro, Antônio Batista Tenca; secretário, Corali Calabrês; diretor de animação o cirurgião dentista Valter Silva e diretor social Rubens Ap. Bueno. Diversos sócios deixaram o clube, ficando com quinze sócios, no final do ano 1970.

Da esquerda para a direita: Antonio de Oliveira e José Norival Augusti, respectivamente sócio e o presidente do Lions Clube de Taquarituba. 
 Jantar da Convenção Distrital do Lions Área L12.2 em Presidente Prudente,SP, 1970.

O Lions Clube fez inúmeras Campanhas para a comunidade, sendo a maior e mais expressiva a Campanha da Construção da Santa Casa, promovendo a “Primeira Festa do Chopps de Taquarituba,” sendo realizada no Centro Recreativo Taquaritubense, cujas rendas de mais de 2,2 milhões de cruzeiros foram destinadas ao término de construção da mesma.
O clube trouxe para a cidade o “Clube do Bolinha”, do Canal 9 Excelsior; depois Globo, realizado á noite no salão adaptado do “Barracão do Venâncio”, que conseguiu público recorde cuja renda total foi destinada à construção da Santa Casa de Misericórdia de Taquarituba.
Depois foram realizadas a 1ª. Festa do Quentão, a 1a. Festa do Guaraná, a 1ª. Feijoada e Peixada do Lions, com renda conjunta de doze milhões de cruzeiros também doadas integralmente para a construção da Santa Casa de Misericórdia, em 1969.
A Campanha dos Lençóis e Fronhas do Lions foi liderada pela domadora do presidente, a profa.Maria de Lourdes Rolim, com a colaboração de todas as sócias: Neusa Pavan, Maria Joanna Augusti, Maria Zélia Gomes, Auzilia Pereira, Elizéte Veiga, Maria José Mendes, Imaculada Lima, Maria de Lourdes Rolim, Maria Inês Aóki e Valdelina Penna. Essa campanha resultou na doação dos primeiros lençóis para o funcionamento da Santa Casa de Misericórdia em 1970.
Em 15 de Agosto de 1970, o Clube promoveu uma tômbola em prol da Santa Casa e da Igreja, com animação da banda da família Gomes e Rodrigues, que tinham ficado dez anos sem se apresentar na cidade.
Na gestão do leão Adão Gomes ano leonístico 1968-69 foi criado e circulou entre os Lions Clubes do Brasil, inteiro o folheto informativo mensal "O Taquarijuba", editado pelo leão e secretário José Norival Augusti.
O clube doou os brinquedos construídos na Serralheria Nishida para montar o Parque Infantil do Grupo Escolar Julieta Trindade Evangelista em 1970-71, gestão do presidente Antônio Rolim dos Santos, além da distribuição de medalhas para os melhores alunos, e doação carteiras para menores em convênio com o Juizado de Menores em 1972. Nessa época participei junto com Hideio Aoki da Convenção do Distrito L.12-2 em Corumbá (MS) onde compareceram todos os clubes desse distrito.
Na década de 1970, Luis F. Marrey, o governador do Distrito L12-2 com sede em Botucatu, visitou  o Lions Clube de Taquarituba e a Santa Casa que estava em construção. Incentivou os sócios a fazer campanha em prol da Santa Casa.
Nos anos setenta o clube teve vinte e cinco sócios. No final da década de setenta foram aceitos os novos sócios Otávio Longhi, Jorge Franco, Jose Ozório Gomes, Carlos Dias Gonzaga, Afonsino Castelucci.
Em 1975 foi realizada uma reunião festiva com jantar para comemorar o décimo aniversário do Lions Clube de Taquarituba no Centro Recreativo Taquaritubense, às 20h30, com a presença do governador do Distrito L12-2 de Botucatu, presidentes e diretores e sócios dos Lions clubes de toda região.  
O Lions Clube de Taquarituba encerrou suas atividades em 1980, após a gestão do presidente  Octávio Longhi e do seu vice-presidente Carlos Gonzaga "Gaúcho" ( cirurgião dentista) que transferiram-se da cidade.


Foram presidentes do Lions Clube: Nelson Pavan (cirurgião dentista e agricultor) (1964-66); Lourenço Custódio(1967-68), Constante Pavan Jr.(1968-69), José Norival Augusti(1969-70); Antonio Rolim dos Santos(1970-71),  Josué Penna Sobrinho (farmacêutico) (1971-72); Adão Gomes (cirurgião dentista) (1972-73), Jose Francisco Gomes (cirurgião dentista) (1973-74); e Otávio Longhi (gerente do Banespa) (1979-80), seu vice Carlos Dantas Gonzaga (cirurgião dentista)  e o José Ozório Gomes (advogado). Foi nomeado em 1980, o sócio  José Ozório Gomes (advogado), presidente “ad hoc”, para tentar reorganizar o clube, o que não ocorreu e o clube teve sua carta constitutiva, sino e martelo devolvidos ao “Lions” Distrital, L 12.2 em 1981.

3 comentários:

  1. Olá, doutor, tudo bem?
    Passe-me seu e-mail para mantermos contato.
    Um abraço,
    Edison Veiga Junior, taquaritubense.

    ResponderExcluir
  2. Sr José Norival, deixo aqui em nome de meus pais, Walter da Silva( cirurgião dentista) e Maria Neyde Aleixo( professora), um abraço e os parabéns pelo Blog.. Muito bom recordar, e pra mim taquaritubense conhecer as historias da minha terrinha.. Renata Aleixo

    ResponderExcluir
  3. Olá Sr.Josè Norival Augusti.Parabéns pelo trabalho Fios da Memória.E esse Blog faz nos saber mais sobra a hitória de Taquarituba, sou nora de Adão Ormi Gomes, e pra mim que sou natural de outra cidade mas tenho Taquarituba cidade de coração, agradeço desde ja está oportunidade de saber mais sobre a história desta cidade.Um grande abraço Josandra Martinate Gomes

    ResponderExcluir