sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Prefeitos e membros da Câmara Municipal - 1925 a 1956

Após a criação do município em 14 de dezembro de 1925, o presidente do Estado de São Paulo, Dr.Carlos de Campos, escolheu e nomeou o Prefeito Municipal, o presidente da Câmara Municipal do distrito, José Penna(PRP), piracicabano vindo do distrito de São Pedro, que dirigiu a cidade de 16 de Março de 1926 a 30 de Outubro de 1930.
A instalação solene da Câmara Municipal e da posse dos seus primeiros vereadores foi em 14 de Março de 1926, na sede da Prefeitura Municipal que funcionou na Praça São Roque, 180.
Depois da nomeação de José Penna como Prefeito foram eleitos presidente da Câmara: Ricardo Maraia e vice presidente João da Silva Pinto. Os demais vereadores eram: Gabriel Mendes, Pedro Nunes de Almeida, Osório Ferreira Gomes, Argemiro Anacleto do Amaral, José Pereira, Ozório Ferreira Gomes. Na década de vinte havia dois grupos políticos que eram grandes rivais no município: os “Peludos”, da família Gabriel, e os ”Pica-Pau” da família Campos e Nunes.
A segunda diretoria da Câmara de Vereadores de 1927/28 ou 3ª legislatura era constituída pelos edis: Ricardo Maraia (presidente da câmara), João da Silva Pinto (vice presidente) e os vereadores: Alexandre Antunes de Campos, João Gomes Neto, João Leite Fogaça, José Nunes de Campos, José Rodrigues de Almeida, Manoel Joaquim Mendes e Pedro Leandro Bruno.
A terceira mesa da Câmara 1928/29 ou 4ª legislatura foi constituída pelos senhores: Ricardo Maraia (presidente), João da Silva Pinto(vice-presidente), e os vereadores: Alexandre Antunes de Campos, Antônio Pereira,Artur Vaz, Domingos Garbelotti, prof. Dorival Dias de Carvalho, João Bortóti, João Roberto de Almeida, José Rodrigues de Almeida, José Penna, Jorge Quintino de Oliveira, Trajano Gabriel, Trajano Ferraz de Oliveira e Gabriel de Oliveira Bueno.
A quarta legislatura, de 1929 a 30, era composta por Ricardo Maraia(presidente) e Osório Ferreira Gomes (vice-presidente)e mais os vereadores citados acima. Nesta época era prefeito Joaquim Domingos Leite. De 1930 até 1932, a mesa diretora constituída foi a mesma, sendo prefeito José Ferraz de Oliveira e Silva.
A quinta legislatura da Câmara, de 1930 até 15 janeiro 1933, era composta por Ricardo Maraia(presidente), Ozório Ferreira Gomes (vice), além dos demais vereadores Acyr de Almeida Lima, Gabriel de Oliveira Bueno, Trajano Gabriel, Waldomiro Rodrigues, Lázaro Gabriel Vaz, Fernando Geraldi Neto, Alfredo Costa Braz (conhecido como “Nenzinho”), Antônio da Silva Rodrigues(Ico),Arthur Vaz, prof. Dorival Dias de Carvalho, e Pedro de Almeida(Quintino).
No Brasil em 1932, durante a Revolução Constitucionalista, houve a invasão de gaúchos pelo Rio Taquari(bairro do Medonho), sendo que a tropa ficou na Fazenda dos Nunes, tendo tempo suficiente para plantar pés de erva mate ao lado da casa, onde é o sítio de João Nunes Sobrinho. Os Nunes herdaram dos gaúchos invasores o hábito de tomar o “chimarrão” todas as manhãs. Nessa época José Ferraz de Oliveira e Silva era prefeito de Taquarituba.
Em um de Janeiro de 1933 tomou posse o prefeito eleito Joaquim Domingos Leite(PSD), o “Quinco”, que governou o município de 16 de janeiro de 1933 a 22 de maio de 1936. época da sexta legislatura da câmara municipal quando foi presidente Manoel Joaquim Mendes, vice-presidente Pedro Leandro Bruno, e secretário João Gomes Neto.
A sétima legislatura da Câmara dos vereadores de 23 de maio de 1936 até nove de julho de 1939, teve como presidente Manoel Joaquim Mendes, e como vice Pedro Leandro Bruno e 1º Secretário João Gomes Neto e mais quatro vereadores, no segundo mandato de prefeito de José Penna(23/05/1936 a 9/07/1939), desta vez como prefeito eleito.
De 10 de julho de 1939 até dezembro de 1941 assumiu o cargo de prefeito José Rodrigues de Almeida(PSD)(conhecido como “Juquinha”) governando o município até 22 de Maio de 1941. O presidente da Câmara era José Penna e os vereadores foram: Agostinho Benini, Evangelista Gabriel, Gabriel de Oliveira Bueno, João Bortóti, João Perroni Gabriel, Joaquim de Almeida, José Picasso Chamorro(PTN), Lourenço Custódio, Miguel Torres dos Santos, Cyro de Campos e João Sergio de Oliveira.
De 1942 até 31 de dezembro de 1944 foi prefeito Trajano Gabriel (PSD), mas não encontrei dados sobre a administração pública nesse período no qual vigorava a ditadura Vargas.
A próxima, considerada como oitava legislatura pela secretaria da Câmara, na gestão do prefeito Antônio da Silva Rodrigues(1948/51) os vereadores da Câmara foram Alexandre Antunes de Campos, Antônio Pereira, Artur Vaz, Domingos Garbelotti, prof. Dorival Dias de Carvalho, João Bortotti, João Roberto de Almeida, José Rodrigues de Almeida, José Penna, Jorge “Quintino” de Oliveira, Trajano Gabriel, Trajano Ferraz de Oliveira, e Gabriel Oliveira Bueno.
A Câmara Municipal da nona legislatura(1953) que tinha como prefeito municipal José Roberto de Almeida(1952/55), foi constituída pelos vereadores: prof. Dorival Dias de Carvalho (presidente), Antônio da Silva Rodrigues (vice-presidente),Gabriel de Oliveira Bueno (1º. Secretário), Acyr de Almeida Lima (2º secretário) e os vereadores: Alfredo Costa Braz(Nenzinho), Fernando Geraldi Neto, Artur Vaz, Trajano Gabriel, Valdomiro Rodrigues(Milã)e Pedro(Quintino) de Almeida.
Entre 1945 a 31/12/47 assumiu prefeitura o vendedor de imagens de santos Valdemar Arantes (PSP) nomeado pelo interventor de São Paulo Ademar de Barros (PSP). No final de 1947 ele desapareceu da cidade tomando posse provisoriamente o secretário Antonio da Silva Rodrigues.
Após o desaparecimento de Valdemar Arantes,em outubro de 1947, houve eleição, sendo eleito o funcionário público e depois cartorário, Antônio da Silva Rodrigues que foi prefeito de 1º. De janeiro de 1948 até 31 de Dezembro de 1951. Foram vereadores Alexandre Antunes de Campos, João Gomes Neto,João Leite Fogaça, José Nunes de Campos, José Rodrigues de Almeida, Manoel Joaquim Mendes,e Pedro Leandro Bruno.
Na eleição de 1951, para o período de 13 de janeiro de 1952 a 31 de dezembro de 1955, foi eleito prefeito João Roberto de Almeida (PSP), tendo como vice prefeito João Bortóti, que instalou o Serviço Municipal de Telefones, na Rua Campos Salles 495, com 350 linhas semi-automática, ligados a Companhia Telefônica Brasileira (CTBC), no governo Ademar de Barros, sendo a primeira companhia telefônica da região sudoeste e ligados a Avaré e outras cidades.
Foram vereadores na Câmara: presidente prof.Dorival Dias de Carvalho, Acyr de Almeida Lima, Alfredo Costa Braz, 1º. Vice-presidente: Antonio da Silva Rodrigues, 1º. secretario: Gabriel de Oliveira Bueno, 2º.secretario: Artur Vaz, Fernando Giraldi Neto, Valdomiro Rodrigues, Trajano Gabriel, Lázaro Gabriel Vaz e Pedro de Almeida. Houve em 1956 a mudança da diretoria da Câmara, sendo presidente João Bortóti, vice-presidente Joaquim de Almeida, 1º. Secretário, Gabriel de Oliveira Bueno e 2º. Vice-secretário Miguel Torres dos Santos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário